Decisões que decidem uma vida

Este post coloca um pouco a personagem NIX de lado e coloca à tona o meu verdadeiro eu.

O meu verdadeiro eu passou, nestes ultimos anos, por tempos dificeis. Dificeis ao ponto de a levar a uma ruptura. Passamos meses e meses a pensar que o tempo resolve tudo, que com o passar dos dias as coisas vão melhorando, criam-se novos hábitos, adaptamo-nos às pessoas, às circuntâncias... acomodamo-nos.

Não melhorei, não me adaptei, não me acomodei.. o meu eu veio à tona diversas vezes, não controlei. Não me consegui dar por satisfeita com a pessoa que me tornei... precisava de voltar ao meu antigo eu, aquela não era eu, a recalcar os acontecimentos, a fingir-me de cega perante o obvio.

Se tomei a decisão de ânimo leve? não! arrastei tudo até às ultimas consequências. Sim foi um erro, sim admiti, sim foi tarde, mas não tarde demais.
se demorei muito a tomar A decisão? Sim.. pensei meses a fio e mesmo assim precisei de um empurrãozinho para o fazer. Estava muito em jogo, não podia dar um passo em falso.

Sabia que me iria custar a alma... mas que também lhe iria tirar um peso de cima.
Tive a minha oportunidade, não perdoei.. avancei.
Perdi noites de sono, chorei lágrimas sem fim, pensei demasiado no que poderia ser a minha vida dali para a frente.Pensei demasiado no futuro, senti-me desamparada, vazia, senti um peso demasiado grande nas minhas costas.
Sofri.
Fiz-me de forte em frente de uns, desmoronei em frente de outros.
Sorri para uns, chorei para outros.
Anunciei que desde sempre via o que os outros viam mas que negava ter visto... a minha infelicidade!

Não sabia quanto tempo ia demorar a dar a volta por cima.. SE algum dia ia dar a volta por cima.

Demorou algum tempo.

Hoje digo... quase que meti tudo para trás das costas... quase não dou importância ao que aconteceu.. estou quase livre do passado.  Mas nunca irei esquecer. Estarei para sempre marcada. As asneiras de uns certamente irão influenciar nas minhas decisões perante outros...

Perdi imenso tempo a pensar como iria ser o meu futuro se...

Hoje penso no meu presente. não quero nem saber do futuro, ele virá para o bem e para o mal (se vier para o mal é favor apanhar a mesma estrada de volta).

Se sou feliz? Sou bem mais feliz do que era e é isso que importa.
Se voltaria a fazer tudo de novo? Não sei, não dá para voltar atrás mas certamente não quero cometer o mesmo erro.

Se eu soubesse... Oh , se eu soubesse não cometia esta asneira com este, cometeria com outro ... that's life!





5 comentários:

  1. Viveste. Choraste, sofreste, aprendeste.
    Viveste com intensidade, adrenalina. Mas sobretudo viveste!
    A vida muitas vezes é madrasta e causa-nos dor, sofrimento. Mas são essas contrariedades que depois nos permitem dar mais valor e desfrutar melhor dos momentos de paz, serenidade, amor, harmonia...
    E conforme dizes o importante é que agora és mais feliz do que eras!
    Vive o momento sem te preocupares em demasia com o futuro e quem sabe este não te poderá até reservar agradáveis surpresas...
    (Muito bonito este teu texto/confissão! :) )
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. espero k sejam mm agradaveis surpresas.. it's about time

      bjinho

      Eliminar
  2. Acho que estás no rumo certo. Ponderado tudo tomada a decisão, não vale a pena olhar para trás. Está tudo mais que absorvido, da experiência retirarás apenas o necessário para ao 1º sinal tentares não voltar a errar. De resto ...o futuro começa hoje, é no agora que te reconstrois e redescobres o que te faz FELIZ.

    Jinhosssssssss

    ResponderEliminar